Francisco: Maria é a primeira a acreditar no Filho de Deus

Posted · Add Comment

Cidade do Vaticano – Segunda-feira dia 15 de Agosto de 2016, o Papa Francisco, celebrou às 12 horas de Roma, na Praça de S. Pedro, repleta de fiéis e peregrinos proveninete das diversas partes da Itália e do mundo, o Ângelus, por ocasião da solenidade da Assunção de Nossa Senhora aos céus.

A página evangélica (Lc 1,39-56) da festa hodierna da Asunção de Maria aos céus, disse o Santo Padre, narra-nos o encontro entre Maria e a sua prima Isabel: Maria corria em direcção à uma pequena cidade nos arredores de Jerusalém para encontrar Isabel. Hoje a contemplamos no seu caminho em direcção à Jesrusalém celeste, para encontrar, finalmente, o rosto do Pai e rever o rosto do seu Filho Jesus”.

Maria, sublinhou Francisco, foi a primeira a acreditar no Filho de Deus e foi a primeira a ser assunta aos céus em alma e corpo. Antes, ela tinha acolhido Jesus nos seus braços quando Jesus era criança. Por sua vez, ela foi a primeira a ser recebida nos braços de Jesus para ser introduzida no Reino eterno do Pai.

A Assunção de Maria, acrescentou o Papa, é um grande mistério que diz respeito a cada um nós, concerne ao nosso futuro, precede-nos ao longo da estrada na qual encaminharam todos aqueles que mediante o baptismo, uniram a sua vida a Jesus, como Maria uniu a sua vida ao próprio Jesus. Neste sentido para Francisco, “a festa de hoje pre-anuncia os “novos céus e nova terra”  mediante a morte de Jesus Cristo ressuscitado que venceu denitivamente o maligno.

<<Pensemos, em particular às mulheres esmagadas pelo peso da vida e pelo drama da violência, às mulheres escravas da prepotência dos poderosos; pensemos nas crianças obrigadas ao trabalho deshumano, ás mulheres forçadas à ceder a cupidez dos homens. Possa chegar, o mais cedo possível para elas, o início de uma vida de paz, de justiça, de amor, na espera do dia em que finalmente serão aferradas pelas mãos que não as humilham, mas que com ternura as elevam  e as conduzam até aos céus>>.

E finalmente, dirigindo-se à Maria Regina do céu, o Papa Francisco à todos deu à Sua bênção.

Após a recitação do Angelus, o Papa saudou todos os romanos e peregrinos provenientes dos diversos países do mundo e referindo-se à Regina da Paz que, disse Francisco “contemplamos hoje na glória celeste, quero confiar, mais uma vez as ânsias, as angústias e as dores das populações que em tantas partes do mundo são vítimas inocentes dos conflitos persistentes. O meu pensamento, concluiu Francisco, vai aos habitantes do Norte Kivu, na República Democrática do Congo (RDC), recentemente atingidas por novos massacres. Obtenha Maria para todos, sentimentos de compreenção e desejo de concórdia”.

Fianlemnte, Francisco augurou à todos os presentes, como também à quantos, por diversos imepdimentos não puderam estar presentes hoje aqui na Praça de S. Pedro, à continuação de uma boa festa da Assunção. “Agradeço-vos, disse o Papa, por terem vindo e por favor, não esqueçam de rezar por mim. Bom almoço e até à próxima.

RV18427_Articolo

Related Post